Um dos maiores problemas para quem ouve falar da lei da atração é conseguir acreditar, on a gut level. Pelo menos essa é uma grande dificuldade minha. Por mais que eu leia a respeito, procure histórias de sucesso para me inspirar e me prometa colocar em prática todas as técnicas para ativar meu deslumbrante poder criativo, aquela vozinha interior (a.k.a. ego) está sempre colocando em cheque a validade da teoria. E aí já viu… Se você espera que não vai funcionar, bingo!

Esse é um tema que ainda pretendo explorar mais a fundo, afinal, acredito que a solução desse problema seja, por tabela, a solução de quase todos os outros. Eliminando a resistência à atração, teoricamente, acabam-se os empecilhos à imaginação criativa, e conseguiremos então finalmente moldar nossa realidade conscientemente e da forma como quisermos.

Por isso é que fiquei tão empolgada quando, em minhas naveganças pela Amazon, encontrei o E-Squared, da Pam Grout. O livro propõe 9 experimentos para comprovar que nossos pensamentos criam nossa realidade. Apesar de um dos adágios dos pregadores da lei da atração é o “crer para ver”, acho super válido colher algumas evidências empíricas para dar um empurrãozinho à fé. E lá fui eu.

Estou realizando os experimentos à medida em que vou lendo o livro, na ordem que a autora os apresenta, e pretendo relatar aqui os resultados obtidos. Por enquanto foram dois, e devo dizer que fiquei satisfeita com minhas observações.

Experiment #1 – The Dude Abides Principle

“There is an Invisible Energy Force or Field of Infinite Possibilities (FP)”

O experimento, feito para provar a existência do campo de energia que liga tudo o que existe, consiste em dar um prazo de 48h para que ele se manifeste, com um sinal claro e inconfundível (a blessing or an unexpected gift), e pedir ajuda para reconhecê-lo.

Apesar de não concordar com tudo que ela fala sobre Deus (assunto para outro post), fiz a experiência de acordo com minhas próprias crenças. Assim que li as instruções no livro, repeti mais ou menos à minha maneira, e programei um alarme no fim do prazo de 48h que o FP tinha para se manifestar. Fiz isso no sábado ao meio-dia, o que limitava o prazo ao meio-dia da segunda feira.

Confesso que fui assaltada por dúvidas várias vezes durante esse intervalo, e talvez por isso meus resultados não tenham sido tããão surpreendentes (a Pam conta sobre pessoas que receberam aumento de salário, contatos de irmãos sumidos, bolsa nova de couro, etc, mas avisa que os resultados variam e algumas pessoas recebem algo mais simples). E ainda assim, eu considero que recebi dois sinais, e bem específicos em relação ao que eu precisava.

Logo no mesmo dia, saí para almoçar com pessoas queridas. E uma delas – que se recusa terminantemente a acreditar em qualquer coisa relacionada à atração, energia, pensamento positivo e afins – queira sentar um pouco antes do almoço em um café para ler o jornal, e disse: “eu não queria tomar café agora, mas vou comprar um só para poder usar a mesa e não ficar chato.”. Pois assim que sentou, esbarrou o braço e derrubou o café to-di-nho, não conseguiu tomar uma gota. Parece uma bobeira,  mas isso para mim foi sinal claro do que já li em vários lugares: a lei existe e está em funcionamento, quer você acredite e a use deliberadamente ou não.

Já no domingo à noite, zapeando canais, parei por acaso em um reality nacional sobre casamentos. Estou assistindo uns trechos, despretensiosamente, quando a noiva de repente declara que estava solteira e pediu (“berrou” foi o termo usado) para o Universo, que acabou lhe mandando o então marido. Ouvir essa frase foi um momento “tóim!” para mim, porque tem muito a ver com outro livro que estou lendo, e um dos objetivos que eu quero atrair.

Outras pessoas podem não achar essas manifestações relevantes, mas como eu disse, elas tiveram tudo a ver com o meu momento (crer de uma forma geral e crer mais especificamente em algo que eu quero atrair). E tem aquela sensação de “é isso!” na hora em que acontece, que é difícil descrever.

Continuo os relatos dos outros experimentos nos próximos posts.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: